SINDICONTAS/PR »

Notícias

Imagem

Sem saída, Cida e deputados aliados adiarão votação. Temporariamente, reajuste será zero

  • 05 de julho de 2018

O governo Cida Borghetti decidiu tentar jogar para frente a votação de todos os projetos de lei que tratam de reajustes do funcionalismo paranaense: tanto a proposta de 1% para os servidores do próprio Executivo quanto os projetos que concedem 2,76% para os demais Poderes.

A estratégia foi concebida pelos governistas depois de perceber que poderia não haver maioria para aprovar tudo de acordo com a vontade de Cida. A Assembleia está rachada e o governo poderia ter uma derrota na votação, o que forçaria a vetar os aumentos à beira da eleição.

A votação estava marcada para esta quarta, já depois de alguns adiamentos. No entanto, a governadora Cida Borghetti provavelmente enviará no início da sessão um pedido para que se retire a urgência do projeto de reajuste do funcionalismo do Executivo.

Retirada a urgência, o presidente Ademar Traiano teria concordado em botar em votação um requerimento do líder do governo para adiar todos os demais projetos. Mas o governo precisa vencer pelo menos esta votação, o que significa derrotar a oposição e a bancada de Ratinho Jr.

 

O adiamento permitiria novas rodadas de negociações com os sindicatos para tentar encontrar uma solução para os funcionários do Executivo, que não aceitam aprovar a proposta – o reajuste não cobre seuqer a inflação dos últimos 12 meses. Desde 2016, a defasagem salarial já passa de 11%.

O governo afirma que não tem como conceder os 2,76% para o funcionalismo, sob risco de ficar sem ter como pagar o reajuste e as promoções e progressões. Além disso, afirma que há a possibilidade de o governo estourar o tetop de gastos imposto por um acordo com o governo federal.

Com o adiamento, temporariamente os funcionários de todos os Poderes (incluindo Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas, Defensoria Pública e a própria Assembleia) ficam com reajuste zero.

No fundo, o governo de Cida Borghetti está enfrentando a sua primeira crise – e não parece saber muito bem como lidar com ela. De início, os governistas achavam que conseguiriam atropelar qualquer possível resistência na Assembleia.

Porém, à beira de uma eleição, os deputados não parecem dispostos a comprar docilmente as brigas do Executivo. E a proximidade do fim do mandato bota mais lenha na fogueira, jogando muitos deputados para a oposição.

Fonte: Gazeta do Povo

 

 

   
  Compartilhar no WhatsApp  

Comente esta Notícia

código captcha
Assédio Moral
Fórum

Assembléia Online

Participe da democracia da qual o nosso Sindicato é feito.

Abaixo-assinados

Proponha e assine abaixo-assinados por melhorias na sua condição de trabalho.

Biblioteca do Servidor TC-PR

Sugira e confira os livros indicados para os servidores do TC lerem.

Estudos Técnicos

Acesse os estudos realizados pela nossa diretoria e pelos nossos associados.

Documentos

Acesse balancetes, cartas, acordos e demais documentos do nosso Sindicato.

Trabalhos Colaborativos

Colabore ativamente na produção conjunta de documentos, como alterações estatutárias e atas.

Cooperativa de Ensino

Saiba tudo sobre este projeto inovador do Sindicontas-PR.

Plano de Saúde e Previdência

Obtenha todas as informações necessárias para garantir a sua qualidade de vida.