SINDICONTAS/PR »

Notícias » Clipping

Imagem

Confisco da previdência por Richa põe em risco aposentadorias e salários dos servidores

  • 11 de abril de 2018
A representação dos servidores públicos no Conselho de Administração da Paranaprevidência está denunciando novamente um desastre que já se previa em 2015. Se o governo do Paraná não cumprir sua parte no custeio, o Estado vai quebrar e ficar sem dinheiro para pagar as aposentadorias e salários do funcionalismo.
 
O confisco do fundo de previdência dos servidores foi proposto pelo então governador Beto Richa (PSDB) e aprovado pela sua “bancada do camburão” na Assembleia Legislativa do Paraná. A tentativa de barrar o confisco resultou num desastre conhecido como o massacre de 29 de abril. Naquele dia, Richa e o então secretário de Segurança Fernando Francischini (PSL) mandaram a Polícia Militar atacar os servidores com bombas, gás lacrimogênio e balas de borracha. Mais de 200 servidores ficaram feridos.
 
Segundo matéria da APP-Sindicato, o Conselho de Administração da Paranaprevidência adiou, novamente, a aprovação de contas. A justificativa foi a necessidade de mais tempo para analisar a atual situação. O presidente nomeado recentemente, João Giona, suspendeu a votação que seria realizada segunda (09). A votação já havia sido adiada no dia 28 de março.
 
A conselheira Vilma Terezinha, que representa os servidores no Conselho, afirma que devido às mudanças feitas pelo governo nos Fundo Financeiro e Fundo Previdenciário, existe a preocupação quanto ao rombo promovido pelo Estado.
 
“Em 2015, o governo conseguiu a aprovação de um novo plano de custeio para a Paranaprevidência, no dia em que promoveu um massacre dos servidores. A lei aprovada no dia 29 de abril é retroativa ao dia 01 de janeiro de 2015, repassando mais de 30 mil servidores do Fundo Financeiro para o Fundo de Previdência. Nós estamos em uma situação gravíssima porque, de acordo com o Tribunal de Contas do Estado e a nota atuarial o caixa está pesado. Se continua tirando dinheiro mês a mês, em 5 anos não terá dinheiro para pagar os trabalhadores”, explicou Vilma.
 
O secretário de Saúde e Previdência da APP-Sindicato, Ralph Charles Wendpap, destaca que o balancete aponta a previsão de um rombo de aproximadamente R$16 bilhões, de 2015 a 2022. “Todas as pessoas que estão recebendo aposentadoria ou pensões pelo Fundo Previdenciário vão ter que passar para o Fundo Financeiro, que é direto do caixa do Estado. Isso acarreta em um impacto grande. Nosso medo é o Estado não conseguir pagar os servidores e quebrar, inclusive deixando de pagar o salário de quem está na ativa”, explica.
 
A APP-Sindicato e os demais servidores representados no Conselho exigem que o governo faça o repasse patronal – garantido por lei – e que o Fundo de Previdência volte a capitalizar para garantir a aposentadoria dos servidores no futuro.
 
“Queremos que a governadora Cida Borghetti pague a parte patronal que não está sendo repassada à Paranaprevidência. E também que devolva as mais de 30 mil pessoas ao Fundo Financeiro. Nós vamos votar contra a aprovação deste rombo no dinheiro que vai garantir a aposentadoria dos servidores”, afirmou Vilma.
 
Confira o vídeo da APP-Sindicato com as exigências dos(as) servidores(as):
 
Com informações da APP-Sindicato. 
 
 
   
  Compartilhar no WhatsApp  

Comente esta Notícia

código captcha

Notícias Relacionadas

11 de abril de 2018

Quadro de candidatos ao governo reflete paralisia política do Paraná

Quando se pensa na sucessão ao governo estadual, vê-se que chegamos ao fim de 2017...

11 de abril de 2018

Cresce a pobreza na América Latina e no Brasil

A América Latina passou por uma dúzia de anos de redução da pobreza, no...

11 de abril de 2018

Texto da reforma deve ser aproveitado em 2019, diz secretário da Previdência

O secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse...

Assédio Moral
Fórum

Assembléia Online

Participe da democracia da qual o nosso Sindicato é feito.

Abaixo-assinados

Proponha e assine abaixo-assinados por melhorias na sua condição de trabalho.

Biblioteca do Servidor TC-PR

Sugira e confira os livros indicados para os servidores do TC lerem.

Estudos Técnicos

Acesse os estudos realizados pela nossa diretoria e pelos nossos associados.

Documentos

Acesse balancetes, cartas, acordos e demais documentos do nosso Sindicato.

Trabalhos Colaborativos

Colabore ativamente na produção conjunta de documentos, como alterações estatutárias e atas.

Cooperativa de Ensino

Saiba tudo sobre este projeto inovador do Sindicontas-PR.

Plano de Saúde e Previdência

Obtenha todas as informações necessárias para garantir a sua qualidade de vida.