SINDICONTAS/PR »

Notícias » TCE-PR

Imagem

Teletrabalho aumenta em 14% número de processos julgados no TCE-PR

  • 08 de outubro de 2020

A pandemia trouxe muitos desafios para toda a humanidade, mas também novas oportunidades. Como já dizia a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, as espécies que sobrevivem e se perpetuam são as que melhor se adaptam às mudanças. Pois, o distanciamento que, a princípio, poderia parecer um empecilho para a execução de um trabalho eficiente tem se mostrado um avanço em velhos paradigmas para a produtividade. Instituições públicas e privadas de todo o mundo têm experimentado avanços e aumentos na sua capacidade de execução após a implantação ou ampliação do  trabalho remoto.

No caso do Tribunal de Contas do Estado do Paraná não foi diferente. O órgão iniciou o teletrabalho para os seus servidores a partir do dia 23 de março e, após consolidação dos dados, observou um aumento de 14,29% na quantidade de julgamentos nos três órgãos colegiados da Casa (Tribunal Pleno, Primeira e Segunda Câmaras). O total de processos julgados foi de 1.016, ante os 889 apreciados no quarto bimestre de 2019. De acordo com o balanço, também houve incremento da produtividade na comparação com o terceiro bimestre de 2020. No período, foram julgados 877 processos, caracterizando uma alta de 15,85%.

Conforme noticiado anteriormente, o Sindicontas-PR defende o home office permanente para os servidores da Casa, a partir da reunião de um conjunto de dados, cada vez mais abundante, que certificam o benefício da medida para servidores, administração, sociedade civil e meio ambiente. Segundo o presidente do Sindicontas-PR, Luiz Tadeu Grossi Fernandes, os dados são cada vez mais evidentes com relação aos benefícios que o teletrabalho tem trazido para a administração pública e para os servidores dos Tribunais de Contas. “Estamos acompanhando de perto o trabalho dos servidores, analisando as suas dificuldades e os benefícios existentes no trabalho realizado em casa, e a cada dia que passa confirmamos, tanto aqui, como em todo o Brasil, que uma vez vencidas as barreiras técnicas, a parte positiva é infinitamente superior e trará benefícios a todas as partes envolvidas”, destaca. 

A Prefeitura de São Paulo, o Bradesco, a Petrobrás, o Governo da Espanha e uma série de organismos têm oficializado medidas favoráveis ao home office para os seus colaboradores. As medidas corroboram os resultados obtidos nas pesquisas realizadas pela FENASTC em âmbito nacional e pelo SIndicontas-PR em âmbito local, com servidores de Tribunais de Contas, que apontam com margens superiores a 80% a percepção do aumento de produtividade dos funcionários. As equipes também avaliaram como “ótima” ou “boa” em 94% dos casos e mais de 70% afirmaram que, havendo possibilidade, manteriam o teletrabalho daqui em diante.

 
   
  Compartilhar no WhatsApp  

Comente esta Notícia

código captcha

Notícias Relacionadas

30 de setembro de 2020

TCE-PR retorna com as atividades presenciais

PORTARIA N° 519/20 Dispõe sobre a (i) retomada gradual por fases das atividades (fase...

24 de setembro de 2020

Sindicontas-PR propõe home office permanente para TC-PR

Após análise de pesquisa entre servidores do Tribunal de Contas do Estado do...

Assédio Moral
Fórum

Assembléia Online

Participe da democracia da qual o nosso Sindicato é feito.

Abaixo-assinados

Proponha e assine abaixo-assinados por melhorias na sua condição de trabalho.

Biblioteca do Servidor TC-PR

Sugira e confira os livros indicados para os servidores do TC lerem.

Estudos Técnicos

Acesse os estudos realizados pela nossa diretoria e pelos nossos associados.

Documentos

Acesse balancetes, cartas, acordos e demais documentos do nosso Sindicato.

Plano de Saúde e Previdência

Obtenha todas as informações necessárias para garantir a sua qualidade de vida.